Morango Com Chocolate


Histórico
 13/12/2009 a 19/12/2009
 16/12/2007 a 22/12/2007
 29/04/2007 a 05/05/2007
 19/11/2006 a 25/11/2006
 05/11/2006 a 11/11/2006
 29/10/2006 a 04/11/2006
 17/09/2006 a 23/09/2006
 02/07/2006 a 08/07/2006
 18/06/2006 a 24/06/2006
 28/05/2006 a 03/06/2006
 14/05/2006 a 20/05/2006
 07/05/2006 a 13/05/2006
 30/04/2006 a 06/05/2006
 23/04/2006 a 29/04/2006
 16/04/2006 a 22/04/2006
 02/04/2006 a 08/04/2006
 19/03/2006 a 25/03/2006
 05/03/2006 a 11/03/2006
 26/02/2006 a 04/03/2006
 05/02/2006 a 11/02/2006
 22/01/2006 a 28/01/2006
 08/01/2006 a 14/01/2006
 01/01/2006 a 07/01/2006
 18/12/2005 a 24/12/2005
 04/12/2005 a 10/12/2005
 20/11/2005 a 26/11/2005
 18/04/2004 a 24/04/2004
 11/01/2004 a 17/01/2004


Outros sites
 100
 1-0-0
 100por100
 -All
 Abafo
 Abafante
 Adido
 Ave
 Bandeide
 Bandeide Usa
 Blogando Tudo!
 Conta
 Diga
 Domrs Usa
 Domrstastic
 Esquisito
 Fala
 Glub, Blog
 LPS - Sonorização
 Mas Bah!
 Morango Com Chocolate
 Morango Com Chocolate
 Patranha
 Perdas&Ganhos
 Uai Sô!
 Trem
 Veja e Leia
 Você
 Ame


 
Morango Com Chocolate


Era uma vez...?

E eu que escrevia tanto... Tantas coisas ocorreram desde esse longínquo 2007. Não faz tanto tempo, dirão alguns, mas eu digo que tempo é mais do que o monótono passar das horas. Tempo depende de quanto e de como se vive. Alguns são capazes de viver um século em um ano, enquanto que outros sobrevivem por um século, mas não viveram realmente um ano sequer...

 

Vida não se mede em anos, não é um evento temporal, mas vivencial, depende mais de intensidade e da qualidade com que se vive.  



Escrito por Por Domrs às 22h20
[] [envie esta mensagem]



Hummmmm...

Escrever o quê? Escrever que faz tempo que não escrevo? Isso é óbvio e velho... Chego na virado do ano com um sentimento de que tudo passou um câmera rápida, num "fast forward" maluco que não permitiu ver ou viver grande coisa. Melhor dizer que sobrevivi, cheguei até aqui, passou o tempo, passei junto.

Claro que muitas coisas ocorreram nesse período


Escrito por Por Domrs às 19h19
[] [envie esta mensagem]



Virando de Ano

Tanto tempo sem atualizar o meu blog aqui no uol, tenho ao menos que virar de ano, adentrar 2007 com toda a pompa e circunstância. Não que 2007 mereça alguma deferência especial, ao contrário, é só mais um dos anos em que marcamos passo nesse compasso de espera por dias melhores no eterno "país do futuro".

Difícil e tomar outro caminho, mudar de casa, se todos os que amamos moram nesse chão, desculpem-me os grandes patriotas, mas o meu não chega a esse ponto. Fico aqui por que aqui estão todos os que eu amo. Não fosse por isso e já estaria "on the road".


Escrito por Por Domrs às 21h21
[] [envie esta mensagem]



Abobrinhas

Não me tome por fútil, mas muitas vezes - inspirado pela imagem de halloween logo abaixo - sinto necessidade de falar algumas abobrinhas. Dá um certo cansaço falar coisa séria num país que não é sério. Verdade, com toda a nossa irritação com a crítica de De Gaulle, o velho estava com a razão, esse não é um país sério. Quem mediu isso para afirmar? Ninguém, falamos em tese, mas quando se faz essa afirmação, a idéia é a de um povo que só valoriza telenovela, futebol e carnaval - festa!

Não tenho nada contra festa, muito antes pelo contrário, adoro festas. Adoro festas divertidas com muitas mulheres - e tem de outro tipo? Mas há hora, momento e luga para tudo nesse mundo. Hora para festejar, hora para falar sério. E, sério, é muito difícil falar sério nesse país. Por isso que defendo essa minha vontade repentina de falar abobrinhas. Confesso que não levo muito jeito para a coisa, mas, tudo é questão de aprendizado.

Novela não assisto, nada a ver com machismo, só não tenho paciência para histórias em capítulos; futebol eu acreditei até a edição dessa lei Pelé que só serviu para acabar com os craques nos campos brasileiros - agora eles só jogam no exterior, e só quem ganha dinheiro são os empresários; o que mais é assunto abóbora? Confesso que não sei, essa falta de prática...


Escrito por Por Domrs às 00h06
[] [envie esta mensagem]



Acerto Impossível

Escrevo tentando ser o mais imparcial possível, sabendo de antemão que isso não existe - somos todos parciais, partidários. Mas eu tento, poderia dizer que não, ou poderia não dizer nada, mas confesso - com toda a minha honestidade intelectual - que eu, ao menos, tento. E escrevo sobre um assunto polêmico: sistemas de governo, modos de produção. Parece que o mundo fica sempre dividido entre duas opções: ser escravo do partido ou ser escravo do capital. O homem é naturalmente egoísta, não há essa coisa de divisão dos recursos por bondade, então para se obter a divisão é preciso tomar. Para se tomar é preciso um regime forte. Exemplos: ex Alemanha Oriental, antiga URSS, China, Coréia do Norte, Cuba. Ou alguém vai me fazer crer que esses foram ou são governos democráticos?

O capital oprime pela exclusão; dinheiro gera mais dinheiro. Quem é excluído continua excluído. Não há bens em abundância para todos, a saída é "simples", coloca-se um preço que excluí a maioria do mercado, da possibilidade de consumo. Resultado: problema resolvido, sobra para uma elite o melhor. E a pobreza? Que se dane! Quer dizer, ruim com um, pior com o outro. Não há sistema ou modo de produção ideal porque o homem não é perfeito. Nem nunca será!

O mundo conseguiu resolver com espécies de socialismo adaptado ao sistema de produção capitalista em algumas ilhas de excelência do planeta. São lugares em que parece que qualquer sistema daria certo. O que isso quer dizer? Que parece ser um caso de sucesso devido muito mais ao tipo de povo do que a sistemas. Os exemplos estão concentrados nos países nórdicos. Mas é preciso dizer que esses países costumam usar os demais (os problemáticos) como mercados importadores. Se todos estivessem em pé de igualdade, não sei se continuariam a ser essas ilhas de excelência que são hoje.

Isso é o que eu honestamente penso, mas, confesso, não resolve o problema, não aponta para nenhuma solução. Penso que não há solução...


Escrito por Por Domrs às 10h42
[] [envie esta mensagem]



Dia da abóbora


Hoje se comemora o "Dia da Abóbora" ou devemos dizer o "Dia do Jerimum", ou como alguns preferem o "Halloweens Day". Eu ainda entendo que se comemore esses dois primeiros, mas o último, essa festa importada que não tem nenhuma significação para nós, devo confessar que não entendo os motivos da comemoração.

Quem sabe não é uma tentativa de aumentar as vendas das abóboras em solo pátrio e, consequentemente o seu plantio? De qualquer forma devo confessar que não estou autorizado, que não conheço nenhuma campanha nacional nesse sentido. De qualquer forma, vá lá, feliz Dia da Abóbora para você!


Escrito por Por Domrs às 20h26
[] [envie esta mensagem]



Primavera

Pode ser que seja só ilusão, mas a primavera traz consigo as flores, novas cores, novos odores, traz a promessa de um renascer. Pode ser que seja só ilusão, mas sinto a vida mais ativa, o ar vibrante, e o povo contente com esses novos climas. Bem-vinda sejas Primavera!


Escrito por Por Domrs às 11h01
[] [envie esta mensagem]



... e um sonho.

Já que eu falei sobre a taça no último post, hoje vou falar sobre o sonho. Aquele bem macio, sabe como é, de padaria de português! Quem não gosta de doce, pode pedir um sanduíche com salame italiano, garanto que também ficará satisfeito. E que tal um croissant? Com aquela massa especial que só os franceses sabem fazer? Batata e cerveja à moda alemã? A escolha é sua... bom proveito!


Escrito por Por Domrs às 10h03
[] [envie esta mensagem]



Serve uma taça aí...

Fosse simples assim, né? Uma taça servida no balcão, acompanhada de um pão com manteiga, ou um prensado, ou um sanduba, essa a taça que enche a barriga. No fundo, quer mesmo saber? Essa a taça verdadeira, a taça que interessa!

Não é? Eu sei que é bom ser campeão, ou hexacampeão, de futebol. É bom, ser hexacampeão de futebol é bom porque a gente tem o melhor futebol do mundo! Ser número um no futebol é bom porque... Ser o número um no futebol representa... Ser bom no futebol... Quem é o número um... Bem, não interessa! A gente quer ser hexacampeão, e pronto!

Vejam, por exemplo, a Finlândia, a Dinamarca, a Noruega, a Suécia, exemplos de países fracassados, países que nunca foram o número um no futebol. Sempre foram o número um em outras coisas, no progresso, na renda per capita, na saúde, na longevidade, na educação do povo, no menor desemprego, ou no menor índice de crimes, mas no futebol não! Podem viver como primeiro mundo, mas, no que interessa, no futebol, são terceiro mundo!

Viva nós que somos primeiro mundo no futebol!



Escrito por Por Domrs às 21h11
[] [envie esta mensagem]



Frio danado!

Frio é bom para... bom... frio é bom para... para... arrumar alguma maneira de fugir dele. Todas as coisas boas no frio são as coisas que permitam que você fuja dele. Quer ver? Uma lareira acesa - calor -, uma companhia boa - calor -, um vinho bom - calor -, um fundue quentinho - calor. Viu só! Tudo são coisas boas, mas tudo são formas de você fugir do frio, são maneiras de criar calor, nenhuma dessas coisas pressupõe que você vá curtir o frio.

Então as pessoas que dizem que gostam do frio, em realidade não gostam do frio, mas gostam é das formas de fugir do frio. Eu sou um desses!


Escrito por Por Domrs às 16h15
[] [envie esta mensagem]



Esforço Monstro

Quer você queira ou não, o fato de ser um zé ninguém custa um bocado, tem o seu preço, vejo aqui nos blogs, você precisa ser um "pinto que põe ovos do tamanho dos de avestruz", você até põe, mas dá pra ter uma idéia como fica o seu... é aquilo que você está pensando mesmo. O que eu quero dizer com isso é que você precisa matar um leão por dia, você tem que ser criativo, muito criativo, senão já era.

Quando o cara é famoso, todo mundo visita porque... o cara é famoso, claro. Depois, tudo o que o cara escreve é legal, por o cara é famoso, claro. Fica muito mais fácil ser engraçadinho, criativo, genial, porque sendo de cara famoso tudo é melhor, acho que até pum de cara famoso é perfumado...

Infelizmente não é o meu caso, infelizmente para o meu... prá isso mesmo que você está pensando, com licença, só um momento que preciso pôr o meu ovo, ahhhhhhhhh!


Escrito por Por Domrs às 13h47
[] [envie esta mensagem]



Dar ou não dar

Não! Antes que você possa pensar que eu estou preocupado se devo ou não me assumir como gay, ou "sair do armário", como dizem por aí, ou então em aconselhar a alguma virgem indecisa se deve ou não abrir geral a periquita, eu digo que esse "Dar ou não dar" do título está noutro contexto, no contexto de presentear ou não a mãe na passagem do seu dia no próximo domingo.

Você sabe que esses dia das, dia dos, não passam de golpes do comércio para aumentar os lucros em determinadas épocas do ano. Filho que é filho de fé, presenteia, homenageia a sua amada mãe durante o ano todo, não num dia qualquer em que dá para a velha uma panela de presente - que a velha devia devolver na cabeça do filho.

Alguns defendem a existência dessas datas dizendo que, menos mal, ao menos num dia as mães - ou o que quer que esteja sendo comemorado - são lembradas. Mas, convenhamos, comprar um utensílio doméstico, algo que simboliza trabalho, para a mãe no seu dia? Faça-me o favor, veja lá heim, o filho desnaturado!

Ao menos pense num presente bem legal para a velha, compre alguma coisa pessoal e acompanhe com umas lindas flores. De qualquer maneira, mal não vai fazer.


Escrito por Por Domrs às 09h16
[] [envie esta mensagem]



Esqueçamos os problemas

Estamos as voltas com tantos problemas aqui no país, que, incrível eu dizer isso, mas é preciso que esqueçamos um pouco os problemas. A vida continua, é preciso continuar a tocar o barco e deixar um pouco todos esses problemas de lado.

Essa receita de um pouco de alienação é válida para os que estão excessivamente engajados, é claro, pois para os que já vivem no ministério do ar, não há nada a recomendar, basta que sigam a vida com sempre fizeram.

Preocupar-se na hora certa e desligar-se depois, pode parecer um tanto quanto maquinal, mas eu acho que essa é a fórmula certa de enfrentar a situação.


Escrito por Por Domrs às 16h42
[] [envie esta mensagem]



Imagem da Alegria!

Claro, ela é uma gatinha linda, e isso sempre ajuda muito, mas eu diria que só isso não é o suficiente, eu acho que é essa sua alegria o que a faz ser e parecer muito mais linda ainda, se é que ela pode ser mais linda.

E, amiga, você nem faz idéia de como nós todos também precisamos dessa tua alegria, tu que tens a Lua no apelido, e tu, que como a lua, também nos ilumina, pousando o teu sorriso, como se fossem delicados raios de prata sobre nós.

Quando sorris com esse teu sorriso franco, e quando transmites a todos essa tua imensa alegria de viver, tu passas a mensagem de que a vida é bela, tão bela quanto tu estás nessa foto.


Escrito por Por Domrs às 22h15
[] [envie esta mensagem]



Tiradentes


Eu acho que hoje eu deveria escrever algumas palavras pela memória do Alferes Joaquim José da Silva Xavier, nascido em 1746, filho de Domingos da Silva dos Santos e de Antônia da Encarnação Xavier Brasileira, perdeu a mãe aos nove e o pai aos onze anos. Foi criado por seu padrinho, um cirurgião, que o acolheu ensinando-lhe medicina e odontologia.

Aos 30 e poucos anos, Tiradentes serviu no Regimento dos Dragões de Minas Gerais, sendo nomeado pela rainha D. Maria I, em 1781, comandante de patrulha do Caminho Novo, estrada na qual eram transportados para o Rio de Janeiro o ouro e os diamantes extraídos na Capitania de Minas Gerais.

Tiradentes envolveu-se profundamente na Inconfidência Mineira. Em 1787, pediu licença de seu regimento e em 1788, passou a divulgar publicamente os ideais do movimento, intensificando sua articulação. Denunciada a conspiração por Joaquim Silvério dos Reis, em 1789, Tiradentes foi preso no Rio de Janeiro, permanecendo incomunicável por quase três anos.

Foi sentenciado a morte a 18 de abril de 1789 e, três dias depois, foi executado em forca erguida no campo da Lampadosa - hoje Praça Tiradentes -, no Rio de Janeiro. Depois de enforcado, Tiradentes foi decapitado e esquartejado, a sua cabeça foi exposta em Vila Rica e os quatro quartos do corpo dependurados em postes ao longo do Caminho Novo em Minas Gerais. Seus bens foram confiscados e sua memória declarada infame.

Tiradentes só foi reconhecido como mártir da Inconfidência Mineira em 1867, quando se ergueu em Ouro Preto um monumento em sua memória. Mais tarde, durante o período republicano, o dia 21 de abril foi declarado feriado nacional, e, pela lei 4.867, de 9 de dezembro de 1965, Tiradentes foi proclamado patrono cívico da nação brasileira.



Escrito por Por Domrs às 11h29
[] [envie esta mensagem]




[ ver mensagens anteriores ]